As campanhas políticas estão chegando ao fim. A corrida para a chegada final acelera os embates e os comícios se acirram nesse último dia. Mas algo que deixou muito os motoristas descontentes foi as barreiras que fecham o trânsito em horário inconveniente, para dar lugar aos tais comícios em praças ou ruas públicas.

Hoje mesmo haverá um comício na avenida Cel. Fonseca, no centro de Balsas e os guardas municipais antecipadamente se apressam em fechar a avenida para dar lugar ao tão ambicioso comício que acontecerá naquele local. O problema maior é que desde as 07h00 da manhã o trecho já estava sendo preparado para a montagem do palco em que determinado candidato e seus correligionários irã soltar seus últimos suspiros atrás dos eleitores. Lembrando também que o tal comício se iniciará somente às 19h00.

Com a interrupção, que começou cedo os motoristas se perdem na inda e vinda, sem sinalização ou faixa qualquer para orientar como os motoristas devem seguir para suas residências ou ao trabalho ou ainda levar e trazer seus filhos das escolas.

Em pleno meio dia o trânsito da avenida já se encontrava interrompida, ternando o trecho intrafegável e sem indicação de quais ruas devemos entrar para alcançar o destino próprio.

Algo desastroso para o começo de um novo mandato, que provoca transtorno pode levar à transferência de votos. Será que a Guarda Municipal não poderia repensar e projetar o fechamento da avenida primeiramente? Cadê os engenheiros e chefes do trânsito municipal? Depois dizem que os motoristas e motoqueiros são todos ignorantes e apressados ou ainda desatentos. Uma faixa ou placa no local dariam menos perturbação e mais orientação, mostrando portanto, que a ordem começa, não depois da posse do futuro gestor, mas antes, o que também provoca congestionamento na cabeça dos eleitores até na hora da escolha do próprio.

DEIXE UMA RESPOSTA