A juíza Elaile Silva, titular da 1a Vara de Balsas, divulgou resultado de sessão do Tribunal do Júri realizado na unidade judicial. O réu foi Samyro Rocha de Souza, conhecido pelo apelido de ‘Taurus’. Por fim, Samyro Rocha recebeu foi considerado culpado e recebeu a pena de 28 anos de prisão. A sessão ocorreu na última semana.

Ele estava sendo acusado da morte de Mauro Martins Pereira de Souza, fato ocorrido em dezembro de 2012. Consta na denúncia que Mauro foi morto com três tiros de pistola, disparados por Taurus. Na ocasião, ao ser abordado pela polícia, o acusado teria confirmado a autoria do crime, revelando detalhes.

De acordo com Taurus, a vítima lhe devia a quantia de trezentos reais. No dia em que foi cobrar o dinheiro, ele teria sido ameaçado por Mauro, com uma arma de fogo. Samyro Rocha contou ainda que Mauro disse que o mataria caso fosse cobrado outra vez. Narra a denúncia que o acusado convidou a vítima para fumar uma pedra de crack e, chegando à beira do rio, teria desferido três tiros em Mauro. O corpo da vítima foi encontrado três dias depois. Taurus teria afirmado que Mauro merecia morrer, pois além de dever dinheiro, ele realizava assaltos frequentes em Balsas e era traficante de drogas.

Ao analisar a personalidade do acusado, verificou-se que ele era satanista, possuindo inclusive um apelido que faz referência a isso. Ele teria assinado documento se declarando satânico, possuindo tatuagens de demônios no peito, braços e costas. “Fato esse que demonstra a má índole do réu”, destacou a sentença. Taurus foi condenado por homicídio duplamente qualificado e não obteve o direito de recorrer em liberdade.

Fonte: TJ MA

DEIXE UMA RESPOSTA