O julgamento de Alessandro Silva Rodrigues, 22, nesta terça-feira, 30/05, no Tribunal do Juri, em Balsas, rendeu-lhe mais de 18 anos de reclusão.

A juíza Nirvana Maria Mourão encerrou a sessão que durante 10 horas e meia ouviu entre os acusadores o advogado Graciliano Reis, que colaborou para que o veredito na condenação do assassinato de Vinicius Lima ocorrido em setembro de 2016 fosse o mais rápido que o esperado.

Um homicídio doloso, mas que não importa o tamanho da pena. O importante, no momento, foi a amenização da dor na família da vítima, que não terá seu filho de volta:

O tio da vítima, sr. Paulo, disse que o coração da família ficará mais aliviado com o resultado da pena concedida ao assassino:

Foto: Vinicius internet

O crime ocorreu no dia 04/09/2016, por volta das 17h00, no Povoado Correios, a mais ou menos 70 km da sede do município.

Ao encontrar Vinicius com sua mãe, Alessandro sacou de uma arma e atirou em Vinícius na altura do pescoço. Alessandro ainda tentou fugir porém foi rendido por populares que bateram-no bastante. Vinicius ainda foi socorrido com vida, mas ao chegar no Hospital Balsas Urgente faleceu.

Depois de espancado Alessandro também foi socorrido por populares que passavam na Região e conduzido ao HBU para atendimento médico. Populares revoltados com o crime invadiram o hospital e ainda o teriam agredido. A polícia interviu e um reforço policial foi chamado.

DEIXE UMA RESPOSTA