Na manhã do feriado de 1º de Maio, foi realizada uma partida de basquete na quadra interna da Associação de Proteção aos Condenados (APAC) de Pedreiras, organizada pelo juiz de Direito Marco Adriano Ramos Fonsêca em parceria com a Direção da instituição.

O evento fez parte da programação do Curso de Formação de Voluntários, que está sendo promovido pela APAC até o dia 22 de junho deste ano.

O objetivo do evento é utilizar o esporte como ferramenta de reintegração social e oportunizar a prática de atividade física como fator de qualidade de vida, reforçando o interesse da sociedade de Pedreiras e região em conhecer e participar das atividades promovidas pela APAC. “Cumprimos o nosso dever enquanto cidadãos e temos a convicção de que a participação da sociedade, um dos pilares do metodo Apac, é essencial para a transformação daqueles que estão cumprindo pena”, avalia o juiz Marco Adriano.

A equipe Karkara’s Basket, da cidade de Pedreiras, participou do evento com o time de Veteranos (acima de 30 anos) jogando contra a Base (Sub-21), contando com a participação de um recuperando da APAC em cada formação.

O Presidente da APAC de Pedreiras, Enoque de Sá Barreto Filho, parabenizou a iniciativa e ressaltou a importância da participação da sociedade para os bons resultados do método. “Venho aqui externar nossa gratidão e felicidade com a visita do Dr. Marco Adriano Fonsêca e a equipe Karkara’s Basket, proporcionando momentos importantes para o processo de recuperação. Sem dúvidas foi um momento marcante para a vida de todos e de reflexão sobre o papel tão importante e indispensável da participação da comunidade”, observou.

Segundo o Juiz Marco Adriano Fonsêca, que também é praticante da modalidade esportiva, o evento inaugura o projeto de Oficina de Basquete que será ministrado pelo voluntário Alex Santos nas dependências da APAC. “Levar o esporte para o interior de um estabelecimento penal foi uma experiência indescritível, a alegria e receptividade dos recuperandos emocionou a todos que foram jogar. Acreditamos que a iniciativa estimulará as duas faculdades de Educação Física instaladas em Pedreiras a desenvolver projeto de extensão acadêmica, promovendo oficinas esportivas no interior do estabelecimento penal, servindo como ferramenta para a ressocialização e promoção da saúde e valorização humana”, opinou.

Atualmente, existem 100 recuperandos no CRS – Centro de Reintegração Social, sendo 62 no regime fechado, 24 no regime semiaberto com trabalho intramuros e 14 no regime semiaberto com trabalho externo.

Fonte: ASCOM

DEIXE UMA RESPOSTA