Oficial de justiça e as partes explicando a diligência

Descumprimento de Sentença na Data Chupé  aguarda autoridades se manifestarem em relação à invasão na área do Espólio de João de Carvalho, em Sambaíba. Espólio de João Carvalho, após 30 anos de briga judicial, teve seus direitos reconhecidos pelo STJ, mas continuam tentando tomar suas terras de forma irregular.

 

Na última sexta-feira, dia 01/12/2017, com apoio da força policial foi tentado imitir uma posse de área rural na Data Chupe, município de Sambaíba/MA, objeto de litígio por mais de 30 anos. Em setembro de 2016 o STJ proferiu a decisão, mandando anular toda a data e fazer um novo livro com escrituras que se provem o pagamento e origem das terras. O Ministro Marco Aurélio Bellizze proferiu a sentença que vale para toda a Data Chupé.

Placa para conhecimento de todos que foi arrancada por invasores.

A imissão de posse por tentativa do inventariante Guilherme Martins Dalzoto e seu procurador Ricardo Ruh não foi possível, mesmo com apoio policial, pois essa área, em 2016 quando estava de posse da viúva, houve até tiroteio, em virtude de litígio da terra.

Invasores por ordem de Guilherme Martins Dalzoto.

 

O inventariante Guilherme Martins Dalzoto, não satisfeito por não lhe imitirem na posse que agora está com Salomao Pinheiro de Carvalho, no dia 01/12 mandou homens invadirem uma área da fazenda, descumprindo decisão judicial. Até o momento as autoridades não se manifestaram, ficando no aguardo, se após 30 anos de litígio grileiros tomarão a posse, onde não foi possível pois já existe uma decisão do STJ ao espólio de João Carvalho dos Santos na área.

Reforço policial pra cumprir a diligência.

A parte requerente que usou até força policial, inconformada, está entrando e invadindo uma parte da área e descumprindo ordem judicial, por ordem do inventariante Guilherme Martins Dalzoto, inconformado com a decisão, vez que quando seu pai comprou a terra fez negócio com terceiro, que não pagou. Essa área já teve tiroteio no passado contra a viúva, e agora descumprindo ordem judicial. As autoridades já foram informadas dessa situação que envolve, não só essa área, mas toda a Data Chupé, em Sambaíba/MA.

DEIXE UMA RESPOSTA