A equipe da Coordenação de Informática do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA), esteve, dia 12/08,  no Sindicato das Autoescolas do Maranhão (Sindauma) para explicar como vai funcionar o novo sistema operacional do Departamento.

As mudanças vão proporcionar mais agilidade e segurança nas operações, como a abertura de cadastro dos candidatos à habilitação e registro de presença nas aulas de legislação e de direção veicular, medidas necessárias para obtenção da carteira de motorista.

Para o controlador do Detran-MA, João Moraes, o contato mais próximo com os credenciados é muito importante. Ele disse que o atendimento será mais prático, célere e seguro e afirmou que alguns procedimentos vão mudar como na biometria. “A coleta da digital do candidato à habilitação, por exemplo, vai passar a ser feita simultaneamente à coleta da digital do instrutor. É mais controle que vai gerar mais segurança nos processos”.

O analista de sistemas do Detran-MA, Wendel Albuquerque, disse que a implantação do novo sistema vai garantir estabilidade nas operações. “Testamos o novo sistema em algumas autoescolas e, nesse período de adaptação, tivemos ótimos resultados. A conexão com o sistema não cai e é bem mais veloz. A melhoria é imediata”.

Durante o treinamento também foi apresentada a nova interface do sistema, em ambiente web, uma linguagem mais acessível para todos. “O sistema naquela tela preta, que assustava muita gente, será substituído por um sistema moderno, com todas as funcionalidades que existem hoje e outros recursos, de fácil compreensão”, explicou o analista de sistemas Francisco Assis.

Nas próximas semanas, técnicos de informática vão trabalhar na instalação e configuração do novo sistema nas autoescolas de São Luís e do interior do estado. O analista de sistemas tirou dúvidas dos representantes de autoescolas sobre esse processo de transição e informou que a mudança para o novo sistema será gradual. “Tudo está sendo planejado para causar o menor impacto possível ao usuário”, afirmou o analista.

Fonte: Detran

DEIXE UMA RESPOSTA