Na segunda quinzena de fevereiro, os dirigentes do Sebrae no Maranhão iniciam uma
programação pelo interior do estado com objetivo de ouvir os parceiros institucionais
e clientes. Durante a ação, será repassada informações sobre a instituição e sua ação
nos respectivos territórios e ouvidos os participantes para que o fomento e apoio aos
pequenos negócios sejam mais efetivos e o Sebrae ajude a melhorar ainda mais a
economia dos municípios, bem como a oferta de trabalho e oportunidade de renda
para a população.

A ação, intitulada de “TransformAgora – Encontro de Parceiros e Clientes”, vai ocorrer em 13 unidade regionais e Núcleos de Atendimento Empresarial do Sebrae. O primeiro ocorre em Grajaú (19/02), seguido de Balsas (20/02), Imperatriz e Açailândia (21/02). Após o carnaval, a ação recomeça por Pinheiro (12/03), Santa Inês e Bacabal (12/03), Presidente Dutra (14/03), Timon e Caxias (20/03), Chapadinha (21/03), Barreirinhas (28/03) e Rosário (29/03).

“A principal meta é melhorar o nosso atendimento no Maranhão, ofertando produtos
e serviços cada vez mais customizados às necessidades dos nossos clientes. Vamos
tratar da expertise do Sebrae enquanto instituição e mostrar o nosso portfólio de
projetos, programas nacionais e soluções, inclusive voltadas para o poder público por
meio de nossa área de Políticas Públicas”, sinaliza o diretor superintendente do
Sebrae, Albertino Leal, ressaltando que o Sebrae tem uma série de ações
empreendedoras para apoiar as prefeituras a estimular o desenvolvimento local.

Na programação, os convidados participam de um café da manhã ou lanche da tarde e
logo após é iniciada as falas institucionais, seguida da parte técnica, com palestras
específicas. Como anfitriões do evento, estão o presidente do Conselho Deliberativo
do Sebrae Estadual, Raimundo Coelho; o diretor superintendente Albertino Leal; o
diretor técnico Mauro Borralho e o gerente da respectiva unidade regional.

Os executivos do Sebrae ouvirão os parceiros e os clientes, apurando demandas
diversas que irão ajudar a nortear a ação da instituição no território e municípios.
“Muitos não conhecem o que fazemos ou mesmo que temos soluções voltadas para as
mais diferentes áreas de negócios e necessidades empresariais e de gestão pública: do
setor produtivo a startup, passando pelo comércio, serviços diversos, pequenas
indústrias, turismo, economia criativa, educação empreendedora e muito mais. E hoje
estamos mais focados em atender o cliente de maneira única, diferenciada e dentro de
sua necessidade real. Essa é uma das nossas metas como Sistema Sebrae”, ressalta o
diretor técnico, Mauro Borralho.

Parcerias institucionais

Quanto ao relacionamento com os parceiros, o presidente do Conselho Deliberativo do
Sebrae no Maranhão faz questão de frisar que a instituição não trabalha sozinha e
busca sempre o apoio de outras instituições de fomento para somar em suas ações e
projetos.

“No nosso Conselho temos representantes de entidades empresariais, setor produtivo,
Governo do Estado, instituições financeiras e de crédito, além da presença da
Academia e do Sebrae Nacional. Fora isso, temos outras parcerias significativas com
instituições de fomento que nos ajudam a otimizar os resultados junto aos pequenos
negócios, sejam urbanos ou rurais”, explicou Raimundo Coelho, que também preside a
Federação da Agricultura do Estado Maranhão e o Serviço Nacional de Aprendizagem
Rural (Senar).

Coelho destacou que, nos encontros regionais, além de a instituição reconhecer a
importâncias dos parceiros, estará reforçando que eles estão nos territórios para
auxiliar e apoiar as micro e pequenas empresas locais juntamente com o Sebrae. “Para
fazermos bem feito precisamos uns dos outros! Se fizermos assim, cada um dentro de
sua expertise e em benefício da coletividade, todos irão ganhar, principalmente os
municípios, que é onde a vida acontece, onde o dinheiro circula, onde os empregos são
gerados e onde as pessoas vendem sua força de trabalho e adquirem renda. Se
podemos favorecer um ambiente para o desenvolvimento de negócios nos municípios,
oportunizamos que mais pessoas tenham trabalho e renda e vivam melhor”, conclui o
presidente.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA