Fotos: Janeto Oliveira

Policiais do 4º Batalhão de Balsas/MA, esquadrão Força Tática, capturaram o assassino confesso do bombeiro Rafael Pereira Vila Nova, durante operação entre Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, com a participação ativa do helicóptero do CTA enviado pelo comandante Cel. Israel. A operação contou com barreira na BR 230, KM 409, ponte do Rio Maravilha, onde os carros eram barrados e averiguado, apenas para efeitos de evitar a fuga dos indivíduos através de carona.

A Folha do Cerrado acompanhou a caça e capturado assassino pelos PMs neste domingo.

Na manhã deste domingo, 29/04, após serem comunicados por moradores da região do Matadouro Municipal e Santa Elisa de que eles estiveram nos bares da localidade o policiamento reforçou a caça pelos arredores, quando um morador falou ter visto um dos procurados pedindo carona, o qual, desconfiado, não deu a carona e veio até a cidade avisar à Polícia.

Na mesma tarde deste domingo, duas moradoras avisaram ao helicóptero que sobrevoava o local que o fugitivo Gilveson Pereira Souza estava ali com elas, após pedir socorro nas duas casas, nas proximidades do Rio Maravilha, o qual foi pego sem reação.

Iury Cássio Alves

Após a prisão de Gilveson, que já tem duas passagens por homicídio – este é o terceiro – a inteligência da PM descobriu que mais dois elementos davam apoio à dupla de assaltantes que levaria o carro do bombeiro. Ainda ontem, à noite, a PM prendeu um deles, Iury Cássio Alves (Ele foi o rapaz que levou os dois até o encontro com Rafael e seu irmão para negociar a venda do carro).

O latrocínio aconteceu na noite da última sexta-feira, 27/04, que vitimou o bombeiro Rafael, após o mesmo anunciar no Facebook a venda de seu veículo. Após marcar encontro com os meliantes, houve luta corporal no interior do veículo. O bombeiro ainda conseguiu tomar o revólver das mãos do bandido e mandado seu irmão saltar do veículo – para salvá-lo e pedir socorro – quando o assassino conseguiu por a mão na arma e dispara 03 tiros contra o bombeiro, levando-o imediatamente a óbito e fazendo com que jogassem o corpo na avenida. Para a Polícia, ambos não conhecem a cidade, o que fez com que perguntassem para onde ficava a saída para a BR. Sabendo, provavelmente atrás do celular que já estavam sendo procurados, abandonaram o veículo e arriscaram fugir a pé.

A Polícia continua a operação para a captura de Ailton Araújo Rocha, natural do Tocantins, o segundo acusado do latrocínio, que dirigia o carro no momento do crime.

 

2 Comentários

  1. Parabéns ao trabalho incansável de nossa polícia militar e demais que ajudaram.na captura desses meliantes, e uma pena nossa legislação não ser rigorosa para manter os mesmos presos

DEIXE UMA RESPOSTA