Foto: Internet

O juiz Adolfo Pires da Fonseca Neto, titular da 2ª Vara da Família da Comarca de Imperatriz, coordena no período de 20 a 24 de agosto, um Mutirão de Audiências relacionados a processos DPVAT que tramitam nas quatro varas cíveis da comarca. Até a próxima sexta-feira (24), serão impulsionados 728 processos com a participação de diversos juízes da unidade, e médicos que realizam perícia das partes com expedição imediata dos laudos. Os trabalhos são desenvolvidos em diversas salas do Fórum Henrique de La Roque.

O esforço concentrado realizado por juízes e servidores promete reduzir o acervo de processos DPVAT na comarca. “A parte autora do processo é submetida à perícia que está sendo realizada pelos médicos no Salão do Júri, e após a confecção do laudo, participa da audiência com o documento em mãos”, informa o magistrado Adolfo Neto.

O laudo pericial é documento fundamental para a instrução processual em causas de Seguro DPVAT. Com base nas informações técnicas e objetivas, o juiz tem condições para intermediar um acordo entre as partes, ou mesmo julgar a demanda durante a audiência.

Para o juiz José de Ribamar Serra, titular da 3ª Vara Cível, o mutirão é a demonstração do esforço que o Judiciário em Imperatriz desenvolve para garantir celeridade na resolução de uma demanda tão importante e significativa para a sociedade. “Esse esforço do Judiciário e parceria com a empresa seguradora de DPVAT demonstram o compromisso e sensibilidade em resolver os processos em trâmite na comarca de Imperatriz”, pontua o juiz.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA