As discussões envolveram os avanços no projeto e perspectivas de consolidação de parceria.

Docentes do Programa de Pós-Graduação em Agroecologia da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) visitaram a Estação Experimental de Rothamsted, a Universidade de Nottingham (Inglaterra) e a Universidade de Bangor (País de Gales) em virtude do Projeto NUCLEUS – Virtual Joint Centre on Agricultural Nitrogen.

O NUCLEUS é um Centro Virtual de Pesquisa Sobre Nitrogênio na Agricultura que congrega pesquisadores de quatro instituições do Reino Unido e cinco do Brasil. Tem como principal objetivo produzir conhecimento que favoreça o aumento da eficiência do uso do nitrogênio na agricultura melhorando a produtividade das lavouras sem as perdas de nitrogênio que são danosas ao ambiente.

Os professores Christoph Gehring, Emanoel Moura, Antônia Alice e Heder Braun, além da estudante do Curso de Agronomia, Lorena Campos, participaram de reuniões com outros parceiros do Brasil e do chefe do escritório da EMBRAPA na Europa, Pedro de Oliveira Machado.

As discussões envolveram os avanços no projeto e perspectivas de consolidação de parceria entre as instituições, principalmente no que se refere ao intercâmbio de pesquisadores e alunos.

Outro assunto tratado foi o engajamento dos agricultores nas estratégias que o projeto tem sugerido para o aumento da disponibilidade e da eficiência do uso do nitrogênio, um dos mais importantes e dispendiosos nutrientes usado na agricultura.

No Maranhão, onde o grupo da UEMA conduz seis projetos em parceria com os agricultores de três municípios, o Projeto Nucleus assumiu o desafio de buscar o entendimento de como os agricultores familiares maranhenses acostumados à condução de lavouras no sistema de corte-e-queima, podem ser engajados na instalação de sistemas mais complexos e sustentáveis.

A parceria com o Reino Unido, então, vai além da possibilidade do uso de equipamentos de última geração, em laboratórios e experimentos de campo sofisticados, onde são gerados conhecimentos novos publicados em revistas de impactos no meio científicos internacionais.

Para a continuidade do Projeto Nucleus está programado um encontro no Maranhão para o mês de abril de 2018, quando deverão ser discutidas as estratégias de continuação da parceria com os participantes das quatro Instituições do Reino Unido e cinco do Brasil.

 

Fonte: com informações da Uema

DEIXE UMA RESPOSTA