Este final de ano em Balsas não terá festa de virada de fim de ano na avenida Raimundo Félix (Litorânea), como nos anos anteriores. A informação foi repassada pela assessoria do prefeito dr. Érik Silva.

Conforme disse, o motivo maior é que o gestor não disporá de financiamento para a grande festa de encerramento do ano, mas garante que este dinheiro será agendado para custear os gastos com uma outra festa que, segundo os assessores mais próximos, vai ficar para a história.

O Centenário de Balsas será em 2018, mas como o aniversário da cidade é em 22 de março, grandes comemorações estão sendo programadas, com shows musicais e pirotécnicos, em várias etapas, durante todo o mês. Grandes nomes da música, como Wesley Safadão já estão garantidos(conforme mencionou André Fufuca).

Mesmo sem réveillon patrocinado pela prefeitura, os fogos de artifício da virada devem todos os cuidados para não estragar a festa de ninguém.

O uso de fogos de artifício na virada do ano é uma tradição admirada por muitas pessoas em todo o mundo. Mas a prática requer cuidados para evitar acidentes que podem causar queimaduras, mutilações e até a morte.

“Os fogos de artifício são bonitos para os olhos, mas um perigo para as mãos”, diz o presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão, Carlos Fernandes. A recomendação do médico é que os artefatos sejam acionados com o uso de suportes, e nunca sejam segurados diretamente nas mãos.

“Os fogos podem provocar lesões leves como queimaduras, mas dependendo da potência podem provocar a amputação de dedos e até da própria mão”, alerta. Além disso, apesar de terem uma admiração grande pelos fogos, as crianças devem ser mantidas longe, no momento do acionamento, e não devem manipular os artefatos de forma alguma.

Compra segura

Os cuidados devem começar já na aquisição dos fogos, que deve ser feita em comércio certificado pelo Corpo de Bombeiros. “Algumas pessoas acabam comprando em barracas e semáforos, de forma irregular. Também é importante não comprar de forma fracionada, apenas na embalagem, verificar se ela está intacta e se contém as orientações sobre o manuseio do material”, orienta o tenente Ricardo de Souza Oliveira, do Corpo de Bombeiros de Goiás.

Os fogos devem ser acionados em locais afastados das pessoas, em áreas abertas e sem fiação elétrica. Outra recomendação é evitar o uso de bebida alcoólica por quem for manusear os fogos. “A bebida alcoólica deixa a pessoa com a atenção debilitada, e pode vir a causar algum acidente na hora do manuseio”, diz o tenente.

Primeiros socorros

No caso de acidentes, as lesões mais leves, como queimaduras, devem ser colocadas na água fria e limpas para esfriar a região, e o local queimado deve ser coberto depois com um pano limpo. Segundo o médico, deve-se evitar colocar produtos caseiros como manteiga, café, pasta de dente.

Se tiver sangramento, a pessoa deve levantar a mão para diminuir a sangria e evitar amarrar o local. Em seguida, a recomendação é procurar o atendimento médico mais próximo possível, onde será avaliada a necessidade de um atendimento mais especializado

Cuidados no uso:

– A aquisição dos fogos deve ser feita em comércio certificado pelo Corpo de Bombeiros.
– Sempre utilizar em local afastado das pessoas, em áreas abertas e sem fiação elétrica.
– Os rojões devem ser usados com um suporte e não segurados diretamente na mão.
– Os fogos não devem ser utilizados por crianças.
– Se a pessoa vai ingerir bebida alcoólica, não deve fazer uso de fogos de artifício.

Em caso de acidentes:

– As queimaduras leves devem ser lavadas com água fria e cobertas por um pano limpo, até chegar a um atendimento médico.
– No caso de sangramentos, a mão deve ser elevada para cima, evitando também fazer garrote.

Com informações da Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA