O Complexo Esportivo do Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Maranhão (PMMA) foi sede das disputas do taekwondo dos Jogos Escolares Maranhenses – JEMs 2016. A modalidade conheceu os seus mais novos campeões, jovens de 12 a 14 anos, que deram um show nas artes marciais, nas categorias poomse (formas) e kyrougui (luta). As escolas campeãs e que mais se destacaram nas lutas foram Rosa de Saron e Ebenezer.

A primeira categoria disputada foi poomse, que tem como objetivo a realização de golpes característicos das artes marciais em uma luta imaginária, ganhando aquele que executar as técnicas com mais força, aplicação e quantidade mínima de erros. Os atletas foram competindo de acordo com seus pesos e faixas. A jovem Esthephanny Gomes, 12 anos, destaque da Escola Ebenezer, conquistou a medalha de ouro nessa categoria. “Eu fiquei muito nervosa, mas foi bom vencer e mostrar que todo treino e esforço valeram a pena”, comemorou atleta.

A segunda prova foi na categoria kyrougui. Nesse combate os atletas utilizam chutes e socos para obter pontuações, em uma luta cronometrada. O aluno faixa preta Derick Luiz, 14 anos, da Rosa de Saron, que começou a praticar o esporte bem cedo, aos cinco anos de idade, mostrou muita habilidade realizou uma luta emocionante, que foi decidida nos últimos minutos. “Estou extremamente feliz. A minha vitória é resultado de muito treino e do apoio da minha família e do meu mestre”, vibrou Derick, que derrotou seu adversário com um golpe decisivo, na chamada Morte Súbita.

Na cerimônia de premiação, a Escola Rosa de Saron garantiu o primeiro lugar na categoria feminino, com cinco medalhas de ouro, quatro de prata e duas de bronze. No resultado geral masculino quem levou a melhor foi a Escola Evangélica Ebenezer, com seis medalhas de ouro e duas de prata. “Foi um resultado esperado, pois é um trabalho sério e árduo que estamos fazendo desde o começo do ano, com o apoio das escolas e familiares”, comentou o mestre Adenilson Magalhães, da Rosa de Saron. Na ocasião, o mestre aproveitou, ainda, para ressaltar que o JEMs abre portas, pois participou da primeira edição da competição e agora é técnico na modalidade.

Fonte: Maranhão Esporte

DEIXE UMA RESPOSTA