Os profissionais de Recursos Humanos e outras áreas relacionadas são capacitados para atender às tendências originalizadas no dinâmico mercado de trabalho e regulamentadas por leis pelo governo brasileiro ou por normas das próprias empresas em que atuam. Tendências essas como a nova gestão do capital humano, que cria a disciplina da economia da educação e que também gera ganhos de produtividade através do fator humano.

O III Encontro de RH do Sul do Maranhão – RHSULMA, que é realizado pelo Instituto Treinar, em parceria com a AMAPA – Associação Maranhense dos Produtores de Algodão e custeado pelo IBA – Instituto Brasileiro do Algodão, acontece em dois dias, sexta-feira e sábado, 21 e 22/07, no auditório da Unibalsas, e dá direito a certificado aos participantes que acompanharem até o final do Encontro. Além de mostrar as vantagens para as empresas e para o trabalhador, a palestra também analisa os benefícios das diversidades que dão força dentro do trabalho, relacionadas a gênero e idade ou gerações.

A palestrante, professora universitária psicóloga organizacional e mestrada em RH, Márcia Regina Banov, disse que, embora o evento seja diretamente para profissionais de RH, “pode também trazer muita contribuição para administradores, gestores e supervisores, de maneira geral.”.

Temas diversos e atualizados foram abordados, como o novo perfil da Liderança; as Competências necessárias; formação de Equipe; negociação e mediação de Conflitos; Primeiro Emprego: como lidar com estagiários, aprendizes e empregados; competências para lidar com as 4 gerações de empregados e principalmente com a ética nas relações com administradores, fornecedores e colaboradores (funcionários).

Com foco no desenvolvimento de competências comportamentais, Márcia Regina também é autora de vários livros, como Recrutamento, Seleção e Competência (2015) e Psicologia no Gerenciamento de Pessoas (2017), ambos já na 4ª edição pela editora Atlas, além dos livros Mudanças Organizacionais: o perfil da empresa e dos colaboradores (editora Atlas/2013) e Comportamento dos Consumidores: vencendo desafios (editora Cengage/2017). Para reforçar a ideia de aprimoramento constante, a psicóloga disse que “quem não busca capacitação profissional acaba trabalhando no fundo do quintal, com a mesma roupa suja de graxa, enquanto os que se capacitam e buscam acompanhar as mudanças dos novos tempos (tecnológicas e informatizadas) trabalham menos e podem ganhar mais”, e citou alguns exemplos de pessoas que têm medo de sair da mesmice, dentro de uma organização.

A palestrante deixou claras as dúvidas relacionadas à nova modalidade de trabalho, como o Teletrabalho ou trabalho remoto, já que muitas organizações diminuíram de tamanho físico e passaram a delegar operações através de videoconferência ou teleconferências (vantagens e desvantagens para a empresa e para o colaborador). Como as empresas lidam com os dispositivos móveis no ambiente de trabalhos, a terceirização do recrutamento e seleção de colaboradores. Enfim, do gerenciamento da ética às mudanças no ponto de vista de ambos (empresa e colaborador), das rotinas diárias aos desafios, que exigem conhecimentos, habilidades e atitudes.

Para ela, “o objetivo da palestra é mostrar que temos bons resultados quando estamos todos integrados. Todos os setores e todos os gerenciadores de departamentos de uma empresa. É necessário que  haja uma interação entre as gerações que já se encontra dentro de uma mesma empresa. Pessoas de 50 anos como funcionário, num mesmo setor ou função, com um jovem que entrou recentemente, mas um pela experiência que possui e o outro pela habilidade e facilidade de diversificar. Mas cada um tem a sua contribuição para dar, independente da idade. Como é inevitável que todos estamos vivendo mais, assim diante do encontro de gerações o RH tem a obrigação de ressocializar os conflitos”. Concluiu a palestrante Márcia Regina Banov.

Para Samaycon Gonçalves, da Fapcen, “este Encontro no polo sul do Maranhão é de grande valia e enriquecedor”:

Ana Paula, do RH da SLC disse buscar aprimoramento e que tem por obrigação acompanhar as mudanças  na área trabalhista:

O coordenador da AMAPA e organizador do III Encontro de RH, Wellington Nascimento, disse que o evento é uma proposta inovadora e que os RHs têm essa oportunidade de adquirir mais qualidade nos atendimentos com as pessoas e também nos trabalhos operacionais e administrativos das empresas:

VEJA MAIS FOTOS DO EVENTO:

DEIXE UMA RESPOSTA