O Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC) divulgou, semana passada, a Nota de Agricultura Maranhense referente ao terceiro bimestre de 2019, feita com base na análise dos dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com a nota, no LSPA referente a junho de 2019 a produção graneleira maranhense manteve a tendência de alta, tendo reavaliado para cima a estimativa produzida em comparação aos levantamentos ao ano passado.

Segundo dados de junho do ano corrente, o Maranhão deverá colher cerca de 4,9 milhões de toneladas de grãos até dezembro de 2019. O milho foi a cultura que mais impactou a produção, de acordo com o último LSPA, com crescimento de 2,9% na produção estimada e na área plantada em relação à estimativa do mês anterior e 35,9% em comparação à safra de 2018.

A partir disso, a produção que antes estava estimada em 1.747 mil toneladas conforme o LSPA de maio, passou a ser de 1.797 mil toneladas segundo o levantamento de junho. A soja, também, impactou no aumento da produção esperada de grãos, uma vez que cresceu em 1,3% a quantidade produzida estimada em junho, na comparação com o levantamento anterior, passando de 2.808 mil t para 2.845 mil t.

DEIXE UMA RESPOSTA