A Federação de Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão (Faema) foi palco esta semana do lançamento do Plano Safra 2019/2020, pela superintendência do Banco do Brasil no estado do Maranhão.

A equipe do BB, capitaneada pelo superintendente Alison Aguiar, foi recebida pelo presidente do sistema Faema/Senar e do Sebrae, Raimundo Coelho, juntamente com a sua diretoria e colaboradores em um encontro que reuniu gestores de órgãos públicos e privados, que atuam no setor agropecuário maranhense.

Estavam presentes, os representantes do Governo do Estado (Sagrima/Saf, Agerp/Aged/Iterma), Embrapa, Famem, Conab, Mapa, Senar, Secretários Municipais de Agricultura de vários municípios maranhenses, presidentes de Sindicatos dos Produtores Rurais afiliados à Faema, produtores rurais, técnicos e convidados de todo o Maranhão.

A abertura da cerimônia contou com a participação de gestores ligados aos governos municipais, estaduais e federais, onde foram destacadas políticas de incentivo ao produtor rural em todas as instâncias do país.

Raimundo Coelho destacou os trabalhos desenvolvidos pelo sistema Faema/Senar em favor do setor rural maranhense, em especial o programa de assistência técnica e gerencial (ATeG), voltados para criar dinâmica e melhorar o desempenho da propriedade, por meio da aplicação de tecnologias modernas apropriadas e assistência técnica ao produtor rural.

O ponto alto do evento foi a palestra realizada por Aguiar, onde foram revelados os resultados propostos pelo Plano Safra 2018/2019, quando na ocasião, o governo federal se predispôs desembolsar mais de 225 bilhões de crédito para atender a produção agropecuária nacional. Em seguida, o superintendente mostrou aos presentes todo o Plano que contempla, os pequenos, médios e grandes produtores rurais, tratados, prioritariamente, num só pacote.

Aguiar traçou um parâmetro entre o Plano Safra anterior e este ora lançado e avaliou de forma positiva os resultados das aplicações do crédito rural feitas pelo homem do campo.

“Nós avaliamos de forma positiva, porque o Banco do Brasil tem se colocado como principal parceiro do produtor rural e tem buscado cada vez mais essa parceria, com proximidade, com apoio técnico e disponibilidade de recursos e sofisticação em termos de tecnologia”; disse, se referindo ao uso e aplicativo dos recursos, de forma cômoda e fácil pelo produtor rural, ao tempo que ressaltou a parceria com a Faema.

Alison Aguiar, do Banco do Brasil, fala das vantagens do Plano Safra aos produtores rurais.

“O presidente Raimundo Coelho tem se mostrado bem próximo ao produtor. Tem trazido frequentemente o Banco do Brasil para as discussões. Temos conversado, inclusive, sobre novas atividades, sobre alguns melhoramentos genéticos no rebanho do pequeno produtor. E, nesse contexto, a gente observa um apoio irrestrito da Faema, fortalecendo essa parceria que tem tudo para dar certo”, salientou o executivo.

Endossando a fala de Aguiar, o presidente da Faema Raimundo Coelho, lembrou da parceria estabelecida entre as duas instituições para reforçar investimentos no setor agropecuário do Estado.

“Estamos conversando com o BB para viabilizar a possibilidade da gente selecionar aqueles produtores rurais dentro das cadeias produtivas mais importantes do estado, para que possamos por meio da assistência técnica e gerencial (ATeG) prestada pelo Senar, acompanhar esses produtores. Essa ação, junto com o Banco do Brasil, apoiada pela Faema, vai dar uma segurança bem maior para que o produtor rural tenha sucesso em suas atividades”, afirmou ele.

DEIXE UMA RESPOSTA