HTLV é o nome do vírus-T linfotrópico humano, que atinge as células de defesa do organismo (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Os infectologistas do Maranhão estão preocupados com a propagação do vírus HTLV no estado. O HTLV é o nome do vírus-T linfotrópico humano, que atinge as células de defesa do organismo. Os portadores desse vírus podem perder os movimentos das pernas e até desenvolverem doenças mais graves como a leucemia.

De acordo com um levantamento de infectologistas das regiões do Norte e do Nordeste do Brasil, o Maranhão é o estado com maior prevalência de casos no país. Segundo o estudo, atualmente só na cidade de São Luís já foram infectados cerca de 100 mil pessoas.

A médica infectologista, Graça Viana, afirma que cerca de cinco a dez por cento das pessoas infectadas desenvolvem sintomas e doenças. Não há cura nem para a infecção e nem para os problemas que ela pode causar. A especialista explica que o ideal seria o investimento em pesquisa e tratamento avançado. Uma das principais fontes de transmissão do vírus HTLV é o aleitamento materno.

“Uma das medidas essenciais de grande impacto para esse aleitamento materno não transmitir o vírus seria no período de gestação que as mães fizessem esse exame no pré-natal, que seria pago pela a rede, pelo o Ministério da Saúde, pela a rede SUS. Então, ela já saberia se ela é HTLV ou não e impediria de transmitir ao seu filho. Infelizmente aqui no Brasil nós não temos. O exame não faz parte da rotina do pré-natal”, finalizou a infectologista.

Fonte: G1/TV Mirante

DEIXE UMA RESPOSTA