O “Sigilo na Prática do Profissional da Psicologia” foi o tema do encontro realizado nesta segunda-feira, 21/05, no auditório do CEAP – Centro Educacional Aprender Pensando, promovido pelo Conselho Regional de Psicologia do Maranhão – CRP22-MA, por meio de sua Comissão de Orientação e Fiscalização.

A psicóloga Moara de Oliveira Gamba, Técnica de Orientação e Fiscalização do CRP/MA, a fala da temática discutida no fórum que “trata do sigilo profissional na prática do Psicólogo, como ele deve seguir de acordo com as legislações do Conselho, sobre o Código de Ética, nas resoluções sobre o registro documental, no preenchimento de prontuários, nas equipes multiprofissionais, que cuidados devem ter com o material que surge de uma avaliação psicológica, que informações que eu posso prestar para minha equipe de colegas que não são só psicólogos, que são assistentes sociais, fisioterapeutas, nutricionistas. Como é que eu tenho que preencher esses prontuários. Então esse é o intuito da nossa atividade hoje, aqui no Conselho.”.

Participaram psicólogos da região de Balsas, Riachão, Loreto, Fortaleza dos Nogueiras e Tasso Fragoso. Kátia Della Flora psicóloga integrante da Comissão de Orientação e Fiscalização do Conselho Regional de Psicologia do Maranhão, representante da categoria na cidade de Balsas e região, destacou a importância do fórum para os profissionais da Psicologia da região sul. “A gente sabe que a distância física, a distância geográfica até São Luís nem sempre possibilita que a gente possa participar dos eventos que acontecem na capital, porque lá é onde tem o maior número de profissionais inscritos. É onde a gente tem uma diversidade de cursos de graduação em Psicologia e em função disso muitas vezes os eventos acabam acontecendo naquela região e contemplando os profissionais daquela região. Então, esse momento é muito importante para aqueles que moram no sul do estado, que podem estar participando. A gente, enquanto categoria local, tem crescido muito com esses momentos que o Conselho consegue vir até nós e atender às nossas demandas.”.

DEIXE UMA RESPOSTA