O Sampaio Corrêa encerrou, na tarde desta quinta-feira, 05/01, o sonho de uma nova classificação para a segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Junior. Em partida disputada no Estádio Ernesto Rocco, em Porto Feliz, o Tricolor fez uma boa atuação, mas desperdiçou muitas oportunidades de gol e foi derrotado por 4 a 2 pelo Chapecoense, resultado que decretou a eliminação do time maranhense com uma rodada de antecedência.

Mesmo com a Chapecoense abrindo o placar aos 11 minutos, com Pato, o Sampaio Corrêa não se abateu, criou suas chances, mas só foi furar o bloqueio visitante aos oito minutos da segunda etapa, com Wesley. Quando era melhor em campo, o Bolivão tomou um banho de água fria: Lima, aos 20, recolocou a Chape na frente, e Luquinhas, aos 29, ampliou a vantagem. O Sampaio ainda descontou o prejuízo com Lentine, mas Vini fez o quarto gol da Chapecoense, já nos acréscimos.

Com a derrota para a Chapecoense, a segunda nesta edição da Copinha, o Sampaio Corrêa está na última posição do Grupo 14, sem pontos e sem chances de alcançar a vice-liderança da chave na última rodada. A Chape, com três pontos, ultrapassou o Desportivo Brasil no saldo de gols e está na segunda colocação, atrás apenas do Nova Iguaçu.

Na última rodada, que será disputada neste sábado, 07/01, o Sampaio Corrêa se despede da Copa São Paulo diante do já classificado Nova Iguaçu, em partida que começa às 14h (horário de Brasília), no Estádio Ernesto Rocco. Pouco depois, às 16h, Chapecoense e Desportivo Brasil definem o segundo classificado do Grupo 14.

O jogo

Precisando da vitória para continuar na briga pela classificação, o Sampaio Corrêa foi ao ataque nos primeiros minutos, sem sucesso. A Chapecoense, também derrotada na primeira rodada, abriu o placar na primeira grande chance que teve na partida, aos 11 minutos, com Pato. Depois do gol da Chape, o Sampaio pressionou o time catarinense, principalmente com Fabrício e Thaynan, mas o Tricolor não conseguiu descontar o prejuízo no primeiro tempo.

Animado pela reação no fim do primeiro tempo e pressionado pelo resultado, o Sampaio Corrêa voltou melhor do intervalo e conseguiu o empate aos oito minutos, com Wesley. Pressionada, a Chapecoense se segurou na defesa e foi preciso no ataque: em cobrança de pênalti, aos 20 minutos, Lima recolocou o Verdão na frente. O Sampaio sentiu o golpe e sofreu, aos 29 minutos, o terceiro gol, marcado por Luquinhas.

Sem alternativa, o Sampaio Corrêa se lançou ao ataque e teve uma grande oportunidade aos 35 minutos, com Fabrício, que cobrou pênalti para grande defesa de Tiepo. No lance seguinte, entretanto, Lentine descontou para o time maranhense, que continuou a pressão nos minutos finais. Apesar do esforço, o Sampaio não conseguiu o empate e ainda sofreu o quarto gol da Chapecoense, marcado por Vini.

Fonte: Imirante Esporte

DEIXE UMA RESPOSTA