A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) realizou, dia 10 de outubro, capacitação em educação ambiental para a Comunidade Quilombola Imbiral Cabeça Branca, localizada no município de Pedro do Rosário/MA.

Na capacitação foram contemplados os seguintes temas: Educação Ambiental como Apoio às Políticas de Recursos Hídricos; na Redução às Queimadas e Combate aos Desmatamentos; Apoio à Gestão de Resíduos Sólidos. Estas temáticas constam no Plano Estadual de Educação Ambiental Lei 10.796/2018.

“Toda comunidade quilombola se autodefine a partir das relações específicas com a terra, o parentesco, o território, a ancestralidade, as tradições e práticas culturais. A Comunidade Quilombola Imbiral Cabeça Branca não é diferente das demais, tudo que há no território é utilizado de forma coletiva, pois os membros vivem dos recursos naturais e ambientais existentes e para que esses recursos sejam utilizados de forma sustentável”, explicou a técnica ambiental da SEMA, Tânia Ferreira.

Os membros da Comunidade utilizam os recursos naturais de forma coletiva e no que concerne ao trabalho para sobrevivência os mesmos praticam as atividades da pesca e agricultura de subsistência. Para eles o Rio Turiaçu que se situa nas proximidades do território quilombola é um importante recurso natural, pois a pesca é parte da identidade dos mesmos.

Para o líder quilombola Luís Carlos Teixeira, a comunidade, também, é formada por agricultores e a maioria deles reconhece que o solo precisa ser fértil para produzir, por isso não aprovam ações de desmatamentos e queimadas. “A gente precisa aprender sobre a educação ambiental, pois a floresta é muito importante para nós. Quando a gente derruba uma árvore, ela sente é como se tivesse ferindo a gente também”, destacou ele.

 

 

Por Paula Lima

DEIXE UMA RESPOSTA