Equipe do Senar com produtores participantes da capacitação em Chapadinha.

Capacitar produtores para entender e aplicar a metodologia da Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) em suas propriedades, é o objetivo dos cursos iniciados esta semana nos municípios de Chapadinha, Fortuna e Colinas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), órgão vinculado à Federação de Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão (Faema) – por intermédio do programa ABC Cerrado.

Aline Saldanha apresenta o programa ABC Cerrado aos participantes.
Aline Saldanha apresenta o programa ABC Cerrado aos participantes

O titular da Federação, Raimundo Coelho e o gerente de Qualificação Profissional do Senar, Carlos Antônio Feitosa participaram da abertura de novas turmas em Colinas e Fortuna com a participação de dezenas de produtores rurais, representantes da administração municipal e convidados.

José Luzia discorre sobre a atuação do sistema Faema/Senar
José Luzia discorre sobre a atuação do sistema Faema/Senar

Em Chapadinha quem ministrou a palestra de abertura, foi o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, José Luzia, que  em seu discurso, fez referência  ao sistema Faema/Senar,  atribuindo a expansão e o fortalecimento das ações do setor rural à entidade, visto ser este responsável por levar conhecimento ao produtor rural de todo o estado, e agora, de implementar programas como ABC Cerrado e o Projeto de Recuperação de Áreas Degradadas na Amazônia (PRADAM), lançado recentemente em Santa Inês e Açailândia.

Luzia destacou ainda a parceria da administração municipal e da iniciativa do sindicato, sem a qual não seria possível o atendimento aos interessados em se qualificar para atuar no setor produtivo rural.

“A minha satisfação é de ver o crescimento do nosso município e que em um  futuro próximo, possamos ter maior lucratividade. Estamos trazendo cursos do Senar para que melhore o conhecimento e a visão dos nossos produtores e o ABC Cerrado é um programa que tem a  finalidade de capacitar os pequenos produtores e mostrar a importância em manter os seus animais e suas propriedades com uma tecnologia mais avançada, isso não somente para Chapadinha, mas para todo o Maranhão”,  disse o líder sindical.

De acordo com a coordenadora do ABC Cerrado no Maranhão, Aline Saldanha, o Senar atenderá por meio do programa, vinte municípios e os encontros com os produtores ocorrerá mensalmente. A participação dos produtores nesse processo, segundo ela, os tornará aptos a receber a assistência técnica e gerencial no ABC Cerrado ao longo de 18 meses, tempo determinado pelo Senar. Saldanha falou ainda que além dos produtores, técnicos de campo também foram capacitados para atuarem nas propriedades, deste o mês de maio.

“A nossa meta é capacitar 600 produtores  no bioma cerrado e começamos o trabalho juntos aos produtores de Chapadinha, Colinas e Fortuna. Serão mais de vinte turmas até o final do ano e logo no primeiro semestre de 2017,  teremos outras vinte”, disse a coordenadora, ao tempo que  destaca que a capacitação se propõe  levar ao homem do campo, conhecimento acerca de tecnologia de produção sustentável, principalmente na recuperação de áreas degradadas”, afirmou a técnica do Senar.

DEIXE UMA RESPOSTA