Aproveitando a passagem à Porto Franco durante a 24ª Exposição Agropecuária (Expofran/2019), os gestores do sistema Faema/Senar – Raimundo Coelho (presidente) e Luiz Figueirêdo (superintendente), visitaram a área aquícola da Associação de Aquicultores do Sul do Maranhão (Aaquisulma), no município de Estreito, localizado a cerca de 760 quilômetros de São Luís.

Ambos os gestores foram ao local à convite do superintendente de Pesca, da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima/Governo do Estado), Fernando Bergman, que tem acompanhado o trabalho dos produtores desde 2013 – quando foi fundada a instituição -, com incentivo ao projeto por meio da aquisição de alguns equipamentos (doação de redes, lanchas, etc.) e licenciamento ambiental – essenciais para alavancar a produção de pescado na área.

Algumas das principais demandas do projeto tanque-rede, levantadas durante a visita técnica que reuniu a diretoria da Aaquisulma, foram: uma fábrica de gelo e novos equipamentos para movimentar a produção e venda do pescado, assim como, novas capacitações pelo Senar e Sebrae aos associados, de maneira que venham a dominar as atividades produtivas e gerenciais, capazes de eficientizar o processo exploratório.

No local, foi entregue pelo presidente da Associação, Wanduy Ferreira Sales, ao presidente do sistema Faema/Senar e do Conselho Deliberativo do Sebrae Maranhão (CDE) Raimundo Coelho, e a Luiz Figueirêdo, documento solicitando a atuação do Senar e do Sebrae. Na oportunidade, ficou acertado que o Senar fará atendimento aos piscicultores na área de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), com capacitações técnicas adequadas às necessidades e o Sebrae na área de comercialização da produção.

Tais investimentos vão auxiliá-los desde o planejamento do negócio à comercialização, com um trabalho integrado pelo Senar, Sebrae e o parceiro, Sagrima – de modo a incrementar a atividade de piscicultura da Associação, e consequentemente, elevando o padrão exploratório dessa atividade no município de Estreito.

“O meu sentimento é que acredito que com esse apoio, o nosso trabalho vai crescer e se fortalecer. Para mim, abre portas, novos horizontes para nós. Tudo o que envolve conhecimento, traz libertação. Estou muito feliz com essa visita”, disse o vice-presidente da entidade, Josival Ferreira Marinho.

No mesmo sentido, o Superintendente do Senar Luiz Figueirêdo, destacou: “As  ações do Senar em apoio à Aaquisulma, vão contribuir, substancialmente, para criar diferenciais positivos tanto no processo produtivo quanto gerencial da produção de peixe em Estreito, para que futuramente se tenha aqui, uma nova Itans” (comunidade de Matinha onde o Senar desenvolveu um trabalho de fomento à produção de peixe em cativeiro, e hoje é um celeiro de produção de peixe no estado).

Para o Presidente do sistema Faema/Senar e do Sebrae, Raimundo Coelho, “Esse pool de instituições integradas trabalhando em apoio aos produtores de peixe da Aaquisulma, vai alavancar a produção explorada em sistema de tanque-rede e dar ao potencial hídrico local um direcionamento maior na aquicultura do Estado”.

DEIXE UMA RESPOSTA