A Policia Militar desarticulou o sequestro da primeira-dama de Buriticupu, Betel Gomes e da sua amiga, a professora Raimunda. Elas estavam mantidas em cativeiro desde a tarde de ontem, 2, quando foram sequestradas em uma chácara na Zona Rural de Buriticupu.

Segundo informações do Tenente Coronel Nelson, do 30º Batalhão de Polícia Militar de Buriticupu, a polícia conseguiu localizar as vítimas por volta das 18h00, município de Açailândia.

O sequestro aconteceu na chácara do prefeito Zé Gomes, por volta das 15h00. Lá, Dhones Rodrigues Silva, lho do caseiro da chácara, trancou a casa onde se encontravam a primeira-dama e pré-candidata a deputada estadual, Betel Gomes, e a professora Raimunda Costa, amiga da família.

Após anunciar o sequestro, Dhones tomou o carro da primeira-dama, e junto a outros dois suspeitos,teria levado as duas vítimas para o município de Açailândia. Por volta das 18h00, um amigo viu a esposa do prefeito saindo de uma agência bancária, em uma situação muito estranha. Se dando conta tratar de um sequestro, ele entrou em contato com a polícia.

Em conjunto, a polícia militar de Buriticupu e de Açailândia,trabalharam para localizar o cativeiro das vítimas.“A localização foi encontrada assim que os sequestradores entraram em contato com a família, pedindo a quantia de R$ 50 mil para o resgate. Nós fizemos então um acompanhamento e orientamos a família à tentar prolongar a ligação enquanto agentes da polícia civil tentavam rastrear o sinal telefônico”, explicou o Tenente Nelson.

Elas foram localizadas no Loteamento Leolar, na zona urbana de Açailândia, onde a polícia militar fez um cerco e conseguiu resgatar as vítimas. Dhones foi capturado, junto ao veículo da primeira-dama, dois revolveres calibre .38 e uma espingarda. Não houve troca de tiros, pois a polícia temia pela vida das vítimas.

Os outros dois suspeitos conseguiram fugir e até o momento ainda não foram localizados. A polícia optou por não divulgar ainda as identidades dos dois, no intuito de não prejudicar o andamento das investigações.

O sequestrador

Dhones Silva Rodrigues, articulador confesso do sequestro, morava no sítio da Família Gomes, junto ao seu pai, caseiro da chácara, desde outubro do ano passado. Segundo a polícia, ele é natural de Buriticupu e foi criado com os avós em Vitorino Freire, município próximo à Buriticupu.

Ainda segundo informações da Polícia Militar, ele já morou em diversos lugares e o último deles foi Uberlândia, em Minas Gerais. A polícia apura que Dhones tenha outras passagens pela polícia e que pode ter voltado ao Maranhão como fugitivo da cidade mineira

DEIXE UMA RESPOSTA