Com a intenção de conscientizar os ribeirinhos que margeiam o Rio Balsas em todo o seu percurso o cantor e compositor balsense Deusamar Santos deverá percorrer 1.904 quilômetros, partindo das nascentes, onde sua mensagem de preservação deverá atingir diretamente, pelo menos 200 pessoas por evento, estabelecendo diálogo com 3.200 beneficiários no total.

Nesta terça-feira, 02/04, durante a sessão ordinária da Câmara Municipal de Balsas, ele esteve na tribuna do plenário, comunicando o evento aos parlamentares e setores de comunicação e ao mesmo tempo pedindo colaboração para que sua missão dê tudo certo como planejado pois, para a concretização de um evento desta magnitude requer boa divulgação para que a recepção dos beneficiários esteja à altura das expectativas.

O cantor e sua equipe pretendem contribuir com a preservação e conservação dos recursos naturais, tanto do Rio Balsas como de seus afluentes durante dois meses (maio e junho), desenvolvendo uma ação educativa, com palestras, folhetos e músicas de sua autoria, que já são conhecidas do público urbano.

A ação contará com 16 eventos “Show Terra”, que partirá do Povoado São Pedro, nos Gerais até o Povoado Forquilha, extremo sul de Balsas, onde se encontram as nascentes do rio, passando pelos municípios de Sambaíba, Loreto São Félix de Balsas e Benedito Leite, local de encontro do Rio Balsas com o Rio Parnaíba.

Para Deusamar Santos, “a realização deste Projeto é uma forma de dar minha contribuição às comunidades quase isoladas, distantes e carentes de ações educativas e culturais, essenciais para a vida humana, para a biodiversidade e para a qualidade de vida no planeta”.

“É através da música e da poesia que posso levar minha mensagem de socorro à natureza, cujo espetáculo é direcionado a educadores, estudantes, lideranças e formadores de opinião e o projeto tem como objetivo contribuir com a educação ambiental através da arte, utilizando a música e a poesia como instrumentos de conscientização para que sejam capazes de conviver, harmoniosa e respeitosamente com a natureza”. Conclui o poeta.

Pequena análise geomorfológica da bacia hidrográfica do Rio Parnaíba

Depois da bacia do rio São Francisco, a Região Hidrográfica do Parnaíba é hidrologicamente a segunda mais importante da Região Nordeste. Sua região hidrográfica é a mais extensa dentre as 25 bacias da Vertente Nordeste e abrange o Estado do Piauí e parte dos Estados do Maranhão e do Ceará. A região, no entanto, apresenta grandes diferenças inter-regionais tanto em termos de desenvolvimento econômico e social quanto em relação à disponibilidade hídrica.

A região ocupa uma área de 333.056 km², o equivalente a 3,9% do território nacional, e drena a quase totalidade do estado do Piauí (99%) e parte do Maranhão (19%) e Ceará (10%). O rio Parnaíba possui 1.400 quilômetros de extensão e a maioria dos afluentes localizados à jusante de Teresina são perenes e supridos por águas pluviais e subterrâneas.

Os principais afluentes do Parnaíba são os rios: Balsas, situado no Maranhão; Poti e Portinho, cujas nascentes localizam-se no Ceará; e Canindé, Piauí, Uruçui-Preto, Gurguéia e Longa, todos no Piauí.

DEIXE UMA RESPOSTA