Supervisor técnico do Senar, ministra palestras a produtores rurais durante Dia de Campo, em Fortuna-MA.

O evento atraiu dezenas de produtores rurais e convidados.

Cerca de 150 pessoas, entre produtores rurais, gestores de entidades do setor rural, técnicos e estudantes, participaram nesta quarta-feira,25, do Dia de Campo sobre Forrageiras e Cactáceas para o semiárido e ainda da Agricultura explorada com baixa emissão de carbono (ABC Cerrado), em Fortuna, cidade distante aproximadamente 450 quilômetros de São Luís.

A ação integra o projeto Forrageiras para o Semiárido – Pecuária Sustentável, do Instituto ICNA, coordenado no Maranhão pela Federação de Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão (Faema) e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) em parceria com a Embrapa, Sebrae, IFMA, Prefeitura de Fortuna e Sindicato dos Produtores Rurais de Fortuna.

O evento foi estruturado com quatro estações que destacaram a importância da pecuária sustentável, das gramíneas perenes e anuais, cactáceas e espécies florestais do programa ABC Cerrado, o qual integra, também, essa atividade.

Além de Fortuna, outras treze unidades de referências tecnológicas (URTs) foram implantadas em todos os estados do Nordeste que integram o semiárido nordestino e o norte de Minas Gerais, com o objetivo de identificar as forrageiras mais adaptadas ao clima dessas regiões, criando novas opções como de fonte de alimento para o rebanho.

Sistema Faema/Senar, Embrapa e parceiros, responsáveis pela realização da ação em favor do desenvolvimento do projeto Forrageiras para o semiárido.

Participaram do Dia de Campo, produtores rurais, estudantes, técnicos, gestores de entidades ligadas ao setor rural, empresários e convidados. Do sistema Faema/Senar estavam o presidente, Raimundo Coelho, o superintendente, Luiz Figueiredo, o gerente técnico, Carlos Antônio Feitosa, o vice-presidente da Faema, José Hilton Coelho e o assessor técnico, Cesar Viana, a coordenadora do programa ABC Cerrado no Estado, Aline Saldanha, supervisores e técnicos de campo. Raimundo Coelho também representou o Sebrae com a sua equipe, do qual é presidente do Conselho Deliberativo no Estado do Maranhão.

Também se fizeram presentes, Francisco Monteiro (Analista da Embrapa Meio-Norte), Carlos Vitoriano (Chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Cocais). Contribuíram para o acontecimento, Joaquim Costa (Pesquisador da Embrapa Cocais) e professor Antônio Cutrim, do IFMA. Prestigiaram, o prefeito de Fortuna, Arlindo Barbosa, representantes da Agerp, dentre outros. Do Instituto CNA, participou ativamente a assessora técnica, Ana Mere que esteve acompanhada pelo gerente técnico do Senar Piauí, Diego Paz.

Atividade agropecuária

O presidente do sistema Faema/Senar Raimundo Coelho, fez a abertura do evento agradecendo a presença da representante do Instituto ICNA, Ana Mere, dos parceiros e dos demais convidados, ao tempo que destacou a importância do projeto para a região no sentido de estimular a atividade agropecuária com mais qualidade de vida no semiárido e o aumento de renda para o produtor rural.

“Eu quero aqui, na oportunidade deste Dia de Campo, na URT de Fortuna, agradecer ao presidente João Martins da CNA, a diretoria do Senar e à Embrapa, por terem feito esse experimento aqui, em Fortuna”, disse, acrescentando que, “aqui ,nessa atividade, estamos começando a aprender que é importante ter alternativa para a alimentação na época da estiagem e também é uma ótima oportunidade para levar conhecimento aos produtores rurais”.

Para o coordenador do projeto no Maranhão, José Hilton Coelho, o projeto Forrageiras para o semiárido é uma iniciativa que veio fazer a diferença, aqui, na região. “Com o apoio da CNA e das Federações do Nordeste, conseguimos trazer esse experimento que é de grande valia para os produtores da região, uma vez que incentiva a produção de alimentos com qualidade para o rebanho em época de escassez”, disse ele.

Forrageiras

Ana Mere elogiou o trabalho do sistema Faema/Senar e disse que a ação, por ser a primeira de uma série que será executada nos demais estados, foi um exemplo de organização e interação entre os participantes. “O Dia de Campo em Fortuna, é o primeiro de uma série que vamos trabalhar esse ano no projeto Forrageiras e é de suma importância, porque temos muitas informações a serem compartilhadas com os produtores a partir de 2019″, frisou a técnica.

O Superintendente do Senar encerrou o evento ressaltando o trabalho da equipe, e dizendo ainda que a Embrapa produz as tecnologias para melhoria da produção agossilvipastoril e o Senar faz a interação dessas informações com o produtor rural.

“Parabenizar aqui o trabalho da equipe e a parceria com a Embrapa para a realização deste evento que certamente servirá de exemplo para muitos que ainda virão”, frisou ele.

O produtor rural, João José Coelho, de Fortuna, disse que o Dia de Campo foi uma excelente ideia e apresentou opções de alimentação do gado para os produtores usarem no verão.

“Uma boa oportunidade de aprender sobre a pastagem forrageiras. O sistema Faema/Senar sempre trazendo novidades em tecnologias para nos ajudar a produzir mais e melhor”, ressaltou ele.

 

Por Leocândida Rocha – Faema/Senar

DEIXE UMA RESPOSTA